gata


16 days of creative activism!

Between 25 November and 10 December, GATA once again participated in the international 16 days of activism against gender violence campaign.  We started off with a bang with ‘Live out Loud’, a guerilla performance that emphasized the message ‘no more shrinking of our bodies, our voices, our selves’!

IMGA0583

This was followed with another performance challenging the hairy issues of beauty ideals and objectification…

rapar

And next was a workshop with highschool students on gender stereotypes and diversity using theatre.

poster_ws_gata-1024x1024Finally (the grand finale!) we joined Free the Girls in action towards assisting survivors of sex trafficking to rebuild their lives, culminating in an event that involved debate, music and performance and that saw the launch of {drum roll…} GATA Lisboa!

freethegirls

For more details and pictures, have a look at our Facebook page.

What a way to end the year! :) Looking forward to the next one!



4th anniversary // 4º aniversário

4th anniversary // 4º aniversário

hoje faz 4 anos que agimos, lutamos e nos divertimos juntas/os :)
dêem-nos os parabéns…
we’ve been acting, fighting and having fun together for 4 years today :)
congratulate us…



Workshop: //gender|o|noise\\ – Tara Transitory
July 10, 2013, 17:00
Filed under: Uncategorized

No dia 19 de Julho, o GATA vai organizar um workshop intitulado “//gender|o|noise\\”, que terá lugar no La Marmita.

On July 19th GATA is organizing the “//gender|o|noise\\” workshop, that  will take place in La Marmita.

Tara Transitory surge num contexto contrahegemónico, onde através da música experimental procura a sua liberdade individual (e espiritual), recusando tomar partido de uma sociedade baseada no determismo biológico. Transitory nasceu em Singapura em 1982, sendo chamad@ à nescença de Marc Chia Xiangrong. A sua carreira musical começou em 2003 como “punk rocker” como nome artístico de Marcos Destructos. Tem desde então trabalhado e conquistado reconhecimento em diversos países da Austrália à Europa com projectos como “One Man Nation’s Rained, Bullets It Rained” (2007), “Voluntary Human Extinction” (2007) ou “The Future Sounds Of Folk” (2008), frequentemente em colaboração com outros artistas. Transitory dedica-se ainda ao trabalho ligado às comunidades transgender/queer da Ásia e de Espanha quanto dirige a sua associação de apoio às artes experimentais, The Unifiedfield, fundada em 2010 e actualmente localizada em Granada, Espanha. A solo continua a desenvolver o seu projecto musical One Man Nation, projecto este que irá ser apresentado na cidade do Porto, dia 20 de Julho de 2013 na associação/plataforma Sonoscopia, e tem vindo também a ministrar um workshop, o qual intitula de “gender-o-noise” e que dinamizará no La Marmita, cais de Gaia (Porto), no dia 19 de Julho, um evento organizado pelo GATA.



dia internacional da mulher

poster_gata_ro2

No dia 8 de Março o GATA celebrou o dia internacional da mulher com mais um evento gastronómico-performativoCONSUMO OBRIGATÓRIO – desta vez no Gato Vadio (obrigado ao Gato pela hospitalidade!).

A partir do tema geral da objectificação e consumo do corpo das mulheres o GATA preparou um conjunto de instalações e performances – A Integridade do Corpo Dela - e o Chef Rø cozinhou um magnífico buffet com um menu criativo à medida. Foi uma noite com alguma loucura e muita alegria – vejam as fotos do evento no nosso Facebook! :)



irisethereforeiam_1

GATA will be rising today – we will be participating in the one billion rising initiative! Join us in dance at 16h in Praça da Liberdade, Porto! (Photos will come later).



working girls
December 10, 2012, 22:20
Filed under: performance | Tags: , , , , , , ,

Working Girls recupera e celebra o trabalho da artista Kelly Reemtsen, prestando ao mesmo tempo homenagem a todas as mulheres trabalhadoras e aos múltiplos trabalhos das mulheres.
O GATA esteve presente – com este video/performance – na Tertulia “As Mulheres da Fonte Nova” onde o livro com o mesmo nome da autora Alice Brito foi apresentado. Organizada pela UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta, esta tertúlia aconteceu no dia 1 de Dezembro, pelas 21 horas, n’ A Cadeira de Van Gogh, Associação Cultural, no Porto.



jantar de aniversário – um evento gastronómico-performativo

UMA NOITE IMPROVISADA, ENTRE PRATOS, CONVERSAS, PERFORMANCES, AMIGOS/AS E CONFISSÕES INCONFESSÁVEIS…  E ESTÃO TODOS/AS CONVIDADOS/AS!!

no dia 17 de Novembro às 20h – no Contagiarte | preço 10€ (sem bebidas)

inscrição até dia 15/11 email: gata.artandchange@gmail.com (máx 30 p)

 

“Uma noite miada de tão rara. Um dia, hei-de contar-te tudo o que não sei sobre aquele jantar, cheio de palavras de novelos, a esticar o ainda não consumido, em olhos de outono brilhante.
Sape Gat@! Anda para cima da mesa vaguear! Gatinhaste com segurança e saltaste de muros com a precisão de quem cai para o mundo, demoradamente em sete vidas. Nunca saberás. Vieste tarde, vadiamente, e venceste-te de medos, encolhidos a bichanar no escuro do leite. Não quiseste voltar. Deixaste de repente todas as tuas vidas, a ronronar vividamente. Não olhaste para trás – disse o futuro. E se eu pudesse acreditar e ir? – perguntou o presente. Salta! Sem medo! A tua vida é para isto! – miou o passado. Alma de Gat@ – aí vou eu!” (Lucinda Saldanha/ GATA)

Artista-activista na sua essência, o GATA convidou o Chef Rø* para servir este evento, desenhando um menu delirante e nada-politicamente-correcto, colorido e versátil q.b., que fará as delícias de todos/as, em qualquer orientação que se prove…

MENU: NEM É CARNE NEM É PEIXE!
Este é um menu que dá para os 3 lados: classicamente normativo na forma, anarquicamente disruptivo no conteúdo, (pós)modernamente feminista no todo: ou seja, 1+1=3. É em cima desta premissa trissexual que proponho um jantar/evento/performance mais “vegetal” que “vegetariano”, servido com o intuito de resolver essa dualidade centenária (“A senhora vai querer carne ou peixe para o jantar?”), propondo alternativas: 3×3 pratos-manifesto, feitos de contrastes delirantes, texturas radicais e cores explosivas, e alguns intermezzos LGBT para ajudar a engolir! E para aniquilar o sistema por dentro, seja o gastronómico e/ou todos os outros.
Chef Rø

*Chef Rø é o alter-ego artístico-culinário e tecno-emocional do an-artista Rogério Nuno Costa.




Follow

Get every new post delivered to your Inbox.